Sede de Infinito

Infinito é o que se encontra para além de tudo, do conhecimento, da imaginação, do alcance da mão. Ter sede do que se encontra para lá da linha do horizonte é a imensa vontade de alcançar o que não vemos, o que não possuímos, o que não conhecemos, é por fim, uma forma de perseguir o saber e o conhecimento, se assim o desejarmos, conduzir o sonho através do tempo.

16 novembro, 2006

POEMAS


Procuro-te sempre aqui
nos espaços tristes do entardecer.
Procuro no mar
e tu partes para as montanhas.
Olho o azul
e tu estás entre o verde.
Neste teatro sempre idêntico
voa um pássaro de asas largas
livre e belo
rasga o ar e a brisa da tarde
volteia em redor do sol.
Abafo o silêncio.
De olhar extasiado
sigo-lhe o movimento
a dança leve e colorida.
Um sorriso beija-me os lábios
quando sinto que és tu
que vejo navegar no céu
em girândolas de alegria.
Amanhã hei-de voltar
para ensaiar assim
um voo magnífico como esse.

27.10.2006

1 Comments:

Anonymous MM said...

Tão perto e tão longe. É o que me ocorre dizer ao visitar o teu blog. Continuo a sentir falta do olhar e da mensagem dos gestos.
Gosto de ti todos os dias...
Bjs.

11:36 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Free Web Counter
Site Counter