Sede de Infinito

Infinito é o que se encontra para além de tudo, do conhecimento, da imaginação, do alcance da mão. Ter sede do que se encontra para lá da linha do horizonte é a imensa vontade de alcançar o que não vemos, o que não possuímos, o que não conhecemos, é por fim, uma forma de perseguir o saber e o conhecimento, se assim o desejarmos, conduzir o sonho através do tempo.

20 setembro, 2006

REFLEXÔES


Fazes-me falta são aquelas palavras que todos gostamos que nos sussurrem um dia, que cheguem como carícia doce à nossa alma solitária, porque fazer falta é compensar a solidão dos outros, é saber que alguém sente que a nossa presença preenche o vazio que a vida e as pessoas vão gerando em nós; alguém nos recorda num tempo e num espaço onde já vivemos, onde já estivemos e deixamos a marca do conforto. É certo que a falta só vem após termos partido, normalmente sem regresso e sem retorno. O tempo não se repete, a vida passou no seu momento e quase sempre deixamo-la escoar sem repararmos o suficiente no que nos é útil, precioso e deve ser preservado. Amanhã é tarde. Recuperar o tempo perdido não existe, resta vivê-lo quando os olhos se cruzam na intensidade luminosa de uma estrela em expansão, para que nunca tenhamos de dizer, fazes-me falta.

2 Comments:

Blogger Ice said...

Olá Galileu, que grande surpresa ver-te por aqui!!!! Confesso que só cá cheguei com uma dica de alguém que anda a auxiliar memórias...

Só ainda te li um bocadinho, mas soube bem!!

Bjs e continua sempre a partilhar connosco os teus pensamento.

Até breve

2:39 da tarde  
Anonymous helena said...

Ainda bem que chegaste, porque gosto imenso de te ler.
Continua Galileu porque "...o sonho comanda a vida..."
Bjs

10:21 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Free Web Counter
Site Counter