Sede de Infinito

Infinito é o que se encontra para além de tudo, do conhecimento, da imaginação, do alcance da mão. Ter sede do que se encontra para lá da linha do horizonte é a imensa vontade de alcançar o que não vemos, o que não possuímos, o que não conhecemos, é por fim, uma forma de perseguir o saber e o conhecimento, se assim o desejarmos, conduzir o sonho através do tempo.

26 dezembro, 2006

REFLEXÕES


É verdade que já amei intensamente, me apaixonei com arrebatamento, persegui olhares lindos com mensagens de esperança, afaguei rostos de mulheres imaginárias e abracei corpos intensamente amados no interior dos meus sonhos.
Percorri caminhos sem fim, viajei em mares eternos, voei sobre infinitos de azul, descansei em ombros amigos, semeei esperança, aguardei chegadas de mulheres muito belas, mendiguei um naco de ternura, surripiei um sorriso de consolo, persegui um momento de carinho, perdi-me entre a multidão dos homens, recobrei forças quando já nada restava.
E, cansado da viagem, vou amainando em direcção à costa, perseguido por imagens que já não voltam, por lágrimas que escorrem pela alma, buscando um porto de abrigo num mar sereno onde possa por fim repousar a fadiga de tão longa viagem, em silêncio, em paz, no interior desta solidão que me invade sem retorno.

3 Comments:

Blogger Lurdes said...

Ultimamente ando com o coração apertadinho... é da época, digo eu! Depois de ler este texto, ficou ainda mais apertadinho...

Beijinhos

2:57 da tarde  
Blogger Kuska said...

Não desistas.

3:31 da tarde  
Blogger Cristina said...

Neste oceano imenso em que navegamos, existe sempre ao longe, lá bem no horizonte, o nosso porto de abrigo, só temos é de conduzir o barco até ele, porque a vida somos nós que a fazemos, consoante o rumo que damos a nossos remos...
Bonito o blog...
Que seu barco o conduza a bom porto e encontre a felicidade...

8:57 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Free Web Counter
Site Counter