Sede de Infinito

Infinito é o que se encontra para além de tudo, do conhecimento, da imaginação, do alcance da mão. Ter sede do que se encontra para lá da linha do horizonte é a imensa vontade de alcançar o que não vemos, o que não possuímos, o que não conhecemos, é por fim, uma forma de perseguir o saber e o conhecimento, se assim o desejarmos, conduzir o sonho através do tempo.

16 outubro, 2006

POEMAS


Digo que foi hoje
mas foi há muito
num tempo que não te sabia ainda
apenas podia imaginar esse olhar.

Digo que foi hoje
porque no infinito de azul
os teus olhos vogaram
em dança universal
como pequenos electrões
irrequietos à procura de um átomo
alegres, felizes, gaiatos
buscando lugar onde pousar
e o teu rosto sorrindo
no interior da manhã
qual nave estelar
matéria viva no infinito
quasar irradiante de luz.

Aqui te tenho diante de mim
como a flor mais amada
de um jardim eterno.


08.08.06

1 Comments:

Blogger Lurdes said...

Abençoado dia de Agosto onde a ciência e a poesia se uniram e fizeram nascer tão belo poema!
Beijinhos

12:41 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Free Web Counter
Site Counter