Sede de Infinito

Infinito é o que se encontra para além de tudo, do conhecimento, da imaginação, do alcance da mão. Ter sede do que se encontra para lá da linha do horizonte é a imensa vontade de alcançar o que não vemos, o que não possuímos, o que não conhecemos, é por fim, uma forma de perseguir o saber e o conhecimento, se assim o desejarmos, conduzir o sonho através do tempo.

21 junho, 2008

POESIA


Silêncio

Subitamente um silêncio
um prolongado silêncio
sobre as horas da tarde.
Na paisagem parada no tempo
um momento intenso de Outono.
Nevoeiro e melancolia
a alimentar a tristeza.
É um silêncio de ausência
é um silêncio só
muito só
sem nada
sem ti

o3.10.07

3 Comments:

Blogger Lurdes said...

Um bocadinho triste para ser publicado no primeiro dia de verão, não achas?! Triste mas bonito!
Beijinhos

3:28 da tarde  
Blogger bernard n. shull said...

hi mate, this is the canadin pharmacy you asked me about: the link

12:06 da tarde  
Blogger CarpeDiemBeHappy said...

Poesia bonita e nostalgica para nao dizer triste. Será que estavas tu assim?
beijinhos
Buenas vacaciones

6:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Free Web Counter
Site Counter